quinta-feira, 30 de março de 2017

Depois de 1 mês de balão, como será minha dieta?

Mais uma pergunta sobre balão intragástrico, esclarecida pelo Dr. Gabriel Cairo Nunes:


A dieta, obrigatoriamente, deve ser elaborada junto com o paciente. Convenhamos, o paciente já tem dificuldade em emagrecer, então de  nada adianta pegar um livrinho ou manual dietético, no qual tem uma dieta que não é adaptada para sua rotina, com seus gostos e horários.

Após um mês da colocação do balão, os alimentos devem possuir consistência normal. O único fator que irá se diferenciar de uma alimentação normal é a porcão reduzida. O nutricionista especialista em balão intragástrico pode lhe ajudar nesta fase, orientar os alimentos na quantidade correta, para que ocorra o esvaziamento gástrico, uma boa saciedade, que mantenha bem nutrido e que ainda faça você emagrecer.

Para elaborar este plano alimentar, o nutricionista ainda precisa levar em consideração o seu dia a dia, as suas preferências alimentares, o que você tem o hábito de se alimentar. Com todas estas informações, desenhar um plano alimentar.

SEMPRE a prescrição dietética precisa ser individualizada.

Se não ocorrer uma discussão entre o profissional nutricionista e o paciente a dieta fica falha causando dificuldades na adesão, causando descontentamentos e  causando efeitos colaterais como eructações (arrotos), azia, refluxo, dor, constipação intestinal, e deficiências nutricionais.

Por isso é importante você manter contato com seu nutricionista semanalmente após a colocação do balão intragástrico.
 
Procure sempre um nutricionista especialista em balão gástrico.

Nutrição para emagrecimento adulto e infantil, balão gástrico e cirurgia bariátrica.
Autor do livro "O Balão que Emagrece"

Consultório
Avenida Paulista, 1636, conj. 810, São Paulo, SP.
Contato: (11) 2348-4310  
WhatsApp: (11) 96435-4350

terça-feira, 28 de março de 2017

Porque algumas pessoas retiram o balão precocemente?

Seguimos com as explicações para as perguntas frequentes sobre balão intragástrico.
Algumas pessoas acabam retirando o balão antes do previsto. Porque isso acontece? 

Dr Gabriel Cairo Nunes esclarece esta questão abaixo: 




Em média, na literatura científica mundial, a retirada precoce do balão acontece em até 5% dos casos. 

Na minha vivência como nutricionista especializado em balão intragástrico com mais de 3 mil pacientes, este índice é menor: ele varia em torno de 2% das pessoas. Então, a cada 100 pessoas que colocam o balão intragástrico, provavelmente 2 retirarão precocemente. 

A retirada precoce do balão está diretamente relacionada com a ingestão nutricional. Muitas pessoas não estão preparadas emocionalmente para fazer uma restrição dietética muito severa (lembrando que o paciente passará por uma fase líquida com pouco volume).

Outras vezes, não conseguem manter a dieta orientada no início do tratamento e acabam fazendo uma ingestão maior do que deveria, consequentemente o estômago tem que trabalhar mais e aumentam os sintomas de adaptação, como cólicas, refluxo, azia e até mesmo dores.

Por esta razão, é de extrema importância que pessoas que forem colocar o balão intragástrico se preparem para seguir a dieta mais líquida na primeira fase do balão. Assim, o paciente consegue permanecer com a prótese ou facilitar a adaptação sem grandes problemas.

Por isso é importante você manter contato com seu nutricionista semanalmente após a colocação do balão intragástrico.
 
Procure sempre um nutricionista especialista em balão gástrico.

Nutrição para emagrecimento adulto e infantil, balão gástrico e cirurgia bariátrica.
Autor do livro "O Balão que Emagrece"

Consultório
Avenida Paulista, 1636, conj. 810, São Paulo, SP.
Contato: (11) 2348-4310  
WhatsApp: (11) 96435-4350

quinta-feira, 23 de março de 2017

Como é a perda de peso no primeiro mês?

Vamos dar continuidade às perguntas frequentes sobre o Balão Intragástrico? 

Ao longo dos anos, sempre surgem nos pacientes as mesmas questões. A que o Dr. Gabriel Cairo Nunes vai responder abaixo é em relação à perda de peso no primeiro mês.

Tem alguma dúvida a respeito de balão intragástrico e sua alimentação? Nos envie um e-mail com sua pergunta!


A média da perda de peso no primeiro mês varia de 7 a 10% do peso. Uma pessoa que colocou o balão com 80kg, ela vai perder de 6 a 8kg no primeiro mês. 

A perda de peso no primeiro mês é bastante acentuada porque a dieta está extremamente reduzida. Por esta razão é essencial que o paciente mantenha o foco neste período pois, desta forma, fará com tenha uma redução bastante significativa do peso. 

Para pessoas que possuem comorbidades como diabetes e pressão alta, por exemplo, é importante discutir com sua equipe sobre a retirada dos remédios ingeridos, já que a perda de peso normalmente corrige estas doenças. 

Muitas vezes o paciente confunde os sintomas de fraqueza, moleza e cansaço, pois os atribui ao consumo restrito da dieta inicial. O que ocorre na verdade é a glicemia ou a pressão baixa: nesta fase inicial da dieta dieta líquida, com evolução gradativa para uma dieta de consistência normal, é primordial o acompanhamento da equipe junto ao paciente para adequar as quedas de pressão ou glicêmica.

Por isso é importante você manter contato com seu nutricionista semanalmente após a colocação do balão intragástrico.
 
Procure sempre um nutricionista especialista em balão gástrico.

Nutrição para emagrecimento adulto e infantil, balão gástrico e cirurgia bariátrica.
Autor do livro "O Balão que Emagrece"

Consultório
Avenida Paulista, 1636, conj. 810, São Paulo, SP.
Contato: (11) 2348-4310  
WhatsApp: (11) 96435-4350

terça-feira, 14 de março de 2017

Perguntas frequentes sobre Balão Intragástrico 1/20

A partir de hoje, o Dr. Gabriel vai responder as 20 principais dúvidas sobre Balão Intragástrico, que surgiram durante as consultas com seus pacientes.

A primeira delas será respondida abaixo:



1- Como será a adaptação com o balão intragástrico?

 A maior parte dos pacientes vão apresentar desconfortos como cólica, um pouco de azia e até mesmo vômitos. Setenta porcento dos pacientes que colocam o balão intragástrico vai apresentar de 1 à 3 vômitos por dia, até o terceiro dia. Em torno de 11% dos pacientes terão cólicas e vômitos um pouco mais acentuados. E 19% das pessoas que colocam o balão intragástrico vão apresentar pequenos desconfortos, pouca azia.

 Por essa razão, o paciente necessita seguir uma alimentação mais líquida. Após a colocação do balão intragástrico, oriento o paciente a seguir uma dieta líquida de pouco volume. Essa dieta é para fazer com que o estômago não faça tantas contrações, facilitando a adaptação do balão intragástrico.

Nesta dieta, nós vamos pensar na hidratação e manter o paciente nutrido. Por isso, mesmo sendo uma dieta líquida com baixa ingestão calórica, os nutrientes da dieta são extremamente importantes. O mal-estar e a facilidade na adaptação do balão intragástrico estão relacionados diretamente com a dieta que o paciente fez ou fará.

Se o paciente seguir as orientações dietéticas, provavelmente a adaptação do balão será mais fácil. Se ele pular etapas da orientação dietética — evoluir a dieta líquida para pastosa ou pastosa para normal, antes do tempo —, o estômago terá que contrair mais para ajudar na digestão deste alimento e, com isso, os sintomas da adaptação serão mais prolongados.

É comum observar nas pessoas muita sede, já que o volume hídrico ingerido é extremamente reduzido. Então oriento que estes pacientes mantenham a conduta nutricional e façam o uso de alguns alimentos para tentar fazer um enxágue ou bochecho para diminuir esta sede. Também é comum sentir-se fraco, pois a ingestão calórica será muito pequena. Em alguns casos de adaptação muito facilitada é comum o nutricionista evoluir a dieta de líquida para pastosa mais rápido, sem atrapalhar a perda de peso. Essas condutas devem ser decididas em conjunto com o seu nutricionista.

Por essa razão, se consultar com um nutricionista especializado em balão gástrico é muito importante.

Procure sempre um nutricionista especialista em balão gástrico.

Nutrição para emagrecimento adulto e infantil, balão gástrico e cirurgia bariátrica.
Autor do livro "O Balão que Emagrece"

Consultório
Avenida Paulista , 1636, conj. 810, São Paulo, SP.
Contato: 11 2348-4310  

WhatsApp: 11 96435-4350
www.gabrielcaironunes.com.br